0
0
0
s2sdefault

Histórico

A seguir, apresentamos um breve histórico da devoção a Nossa Senhora do Trabalho e da história que chegou até nós.

 Relatos históricos dizem que, em 1894, na França, onde Nossa Senhora era venerada como Nossa Senhora dos Campos por alguns, e por outros como Nossa Senhora da Oficina, passou-se a chamar, a partir do congresso de Amiens, de “Notre Dame du Travail” (Nossa Senhora do Trabalho). Entretanto, Nossa Senhora do Trabalho a quem estamos acostumados a venerar, teve suas raízes num pequeno lugarejo da Itália, chamado de Nova Olônio, e teve como fonte de inspiração o Padre Luis Guanella.

Era o ano de 1900, e o Padre Luís Guanella ( após sua canonização em 23 de outubro de 2011, São Luís Guanella), iniciou uma obra de tamanha audácia, que tão somente a sua férrea tenacidade, fortalecida pela caridade do Senhor, podia enfrentar. Com a colaboração de seus primeiros cooperadores, sacerdotes e leigos, decidiu fundar uma colônia agrícola, com asilo para os pobres portadores de deficiência, na planície de Olonio São Salvador(Norte da Itália), nas proximidades de Cólico, junto ao lago de Como. O terreno era arenoso e afetado pela malária. Por isso mesmo era abandonado por todos. Padre Guanella esboçou um plano para o saneamento, o que ocorreu em breve tempo. Ao todo, 500 hectares (pertiche) milaneses. Vendo isso, as autoridades civis do município local ao Ministério da Agricultura, aplaudiram o gênio cristão e social Padre Guanella.

Sim, naquele local onde reinava a morte, surge em meio a uma encantadora vegetação, um vilarejo com igreja, asilo, casas coloniais, água potável e cemitério. Em tudo mérito da obra de Padre Guanella. Que ele seja abençoado pelos séculos sem fim. Pe. Luis Guanella utilizou desta devoção para dar à vida mais fé e à fé mais vida, ou seja, assim como nos recomenda o apóstolo São Tiago: "Porque, assim como o corpo sem espírito é morto, assim também a fé sem obras é morta". Tg 2,26. São Luís Guanella nos chama a traduzir nossas ações em gestos concretos da criação de Deus e a nos santificarmos pelo trabalho. A imagem de Nossa Senhora do Trabalho foi esculpida por um engenheiro italiano, amigo do Pe. Guanella, chamado Santirana. Não se sabe se a inspiração foi dele ou do Pe. Luis Guanella. Contudo, o que se sabe é que Pe. Guanella queria que os trabalhadores, quando olhassem para aquela imagem, pudessem sentir-se protegidos por aquela Mãe tão terna e atenciosa.

No Brasil, a devoção a Nossa Senhora do Trabalho chegou por meio dos Irmãos e Padres Servos da Caridade, em 1947, inicialmente em Santa Maria, RS; contudo, é em Porto Alegre, capital gaúcha, mais especificamente na zona norte no bairro Vila Ipiranga, que a devoção ganha concretude por meio da Paróquia Santuário Nossa Senhora do Trabalho. O primeiro pároco foi o Pe. Romulo Cogliati que assumiu a paróquia em 31 de dezembro de 1956, ao todo já passaram doze párocos de 1956 até a presente data em 2019. A paróquia Santuário Nossa Senhora do Trabalho tem atualmente, aproximadamente 30 pastorais e movimentos ativos na comunidade, onde temos a reunião mensal do CPP- (Conselho Pastoral Paroquial), a reunião quinzenal com o CAE-(Conselho Administrativo Econômico) e também temos duas comunidades, capela São Paulo, localizada na Rua Cláudio Manoel da Costa, 80, bairro Jardim Itú-Sabará, onde acontece a Missa semanal aos domingos às 9h e a capela Cristo Rei, localizada na Rua Coronel Manoel Faria Correa, 141, bairro Jardim Sabará, com a Missa semanal também aos domingos às 10h.

Este ano, 2019 estaremos celebrando a 65ª FESTA EM HONRA A NOSSA SENHORA DO TRABALHO, que também foi reconhecida como festa oficial do município de Porto Alegre em 1º DE MAIO de 2008 pela – LEI MUNICIPAL N. 10442/2008.

Nossa gratidão a todos que fizeram e fazem parte desta bela história, que continua sendo sinal profético da missão da Igreja para o mundo, e onde somos convidados a renovar a cada dia, os bons propósitos que o Senhor Jesus tem para nós realizarmos a sua santa vontade. Que a Virgem Maria, Mãe de Deus, Mãe da Igreja e venerada com o título de Nossa Senhora do Trabalho, interceda e proteja às famílias e a todos os trabalhadores.

Meu fraterno abraço em Cristo e gratidão a todos que no dia-a-dia colaboram conosco na missão de nossa comunidade.

Att/ Pe. Renato Schneider-SdC

                       Pároco

Benfeitores

Paróquia Santuário
Nossa Senhora do Trabalho

51 3340 3709
Avenida Benno Mentz, 1560
Porto Alegre - RS